Cortar as amarras...


Cortar as amarras do passado; o que está no passado é lá onde tem de ficar. Apenas temos de compreender que o que nos aconteceu, bom ou mau, traçou o caminho que percorremos, e fez de nós o somos hoje: seres mais conscientes, seres mais fortes, e, acima de tudo, seres mais felizes...

O brilho da espada corta a escuridão da incerteza, do medo, da insegurança, e cada movimento fluido e circular transmuta a energia, retirando-nos de um estado obscuro, enviando-nos para um estado de iluminação...



Sem comentários:

Publicar um comentário